Ontopsicologia

Ontopsicologia e Recanto Maestro

Ontopsicologia: do grego οντος - genitivo do particípio presente do verbo ser, lógos - estudo, ψυχη - alma. Significa “estudo dos comportamentos psíquicos em primeira causalidade, incluída a compreensão do ser”.

O Recanto Maestro é o primeiro centro de ensino de Ontopsicologia no Brasil e um dos mais importantes do mundo. O homem, neste distrito, é visto como foco de estudos. Trata-se de um local de ensino do humanismo clássico e perene, seja por meio da Antonio Meneghetti Faculdade, seja por meio dos cursos e da própria formação que oferece aos seus colaboradores. É um local de estudos de Ontopsicologia, de autenticação do profissional e evolução à capacidade competente, competitiva.

Visão de homem

O Recanto Maestro é um local onde se procura demonstrar uma proposta de sustentabilidade com qualidade. Segundo a visão ontopsicológica, na base da sustentabilidade está a consciência exata do operador, a mentalidade sustentável, que, para decidir, deve levar em consideração diversos aspectos - econômico, social,político, territorial – para poder fazer a escolha correta.

Considerando o paradigma sustentável, que requer uma visão holística, um dos princípios do conhecimento ontopsicológico é que, para conhecer o homem, deve-se considerá-lo por inteiro, sobretudo no que refere às causas de todas as fenomenologias verificadas em sua existência: a atividade psíquica.

Formação de pessoas como cerne da atividade

O critério capaz de colher a lógica do ser das coisas, ou critério ontológico, passa a ser uma medida de escolha que condiz com o projeto humano inserido neste planeta. Ao partir da aplicação desse critério de natureza, pode-se fazer ciência reversível. Esta é, portanto, uma metodologia que auxilia a formar a consciência exata do pesquisador, do cientista, do operador social, do gestor. É um conhecimento interdisciplinar por restituir a capacidade do intelecto humano a atuar-se de modo integral (MENEGHETTI, 2003).

Considerando a dimensão humana nos pilares da sustentabilidade, a visão ontopsicológica conduz ao questionamento: qual homem? Este homem é exato, primeiro, consigo mesmo? É capaz de colher a lógica intrínseca das coisas? É capaz de tomar decisões que envolvam todas as áreas do conhecimento? É capaz de ser um agente interdisciplinar?

Na formação da mentalidade capaz de atuar com o critério ontológico, ou seja, do critério que corresponde à realidade das coisas como são e não como se acha que são, a metodologia ontopsicológica possibilita ao pesquisador colher o real, consentindo a escolha, a decisão em base à lógica da vida, e não em base à doxa, à opinião (MENEGHETTI, 2003).

Isto é possível porque a escola ontopsicológica formalizou, através de experiência empírica, o critério de natureza, ou Em si ôntico, que se determina como ponto discriminante de escolha otimal, ao identificar o que é útil e funcional para a pessoa. O critério ético do humano, de acordo com Meneghetti (2001) são: identidade, utilitarismo e funcionalidade. Ao atuar de acordo com este critério, pode-se perceber resultados, tal como reforço e ampliação da própria identidade, desenvolvimento criativo, entre outros.

Devido à descoberta e aplicação deste critério, a Ontopsicologia é ciência interdisciplinar e pode ser utilizada nas mais diversas áreas do saber e do fazer humano. Portanto, no Recanto Maestro, a sustentabilidade é possível pois parte-se desta visão de homem desta metodologia, tornando-se resposta natural da praxis cotidiana do operador econômico, do operador social.

Para informações sobre a Ontopsicológia e suas aplicações, consulte os livros da Ontopsicológica Editora Universitária, o portal da Associação Brasileira de Ontopsicologia, o portal biográfico sobre o Acadêmico Professor Antonio Meneghetti, o portal da Fundação Antonio Meneghetti, o portal da Antonio Meneghetti Faculdade ou o portal da Associação OntoArte.